sexta-feira, 30 de março de 2012

Falling Apart

Eu acreditava que esse ano seria repleto de grandes oportunidades... pensava que superaria as minhas expectativas... mas a cada dia que se passa as coisas parecem piorar.

Todos os problemas que eu acreditava ter resolvido, parecem estar retornando aos poucos. Me atingindo lentamente, para que seja uma dor grande e duradoura.

Tenho medo de cair em depressão.... Eu realmente não quero que isso aconteça... Os motivos pelo qual essa ideia me passa pela cabeça?

Eu tenho medo, muito medo. Pensamentos negativos estão indo e vindo e a ideia de morte, às vezes, me parece melhor do que viver "só" nesse mundo.

Penso em como seria bom viver no paraíso com Deus ao invés de ficar aqui no mundo onde não me encaixo. Mas nada me garante que se eu morresse eu chegaria ao destino desejado.

Na escola... meu rendimento não vai nada bem. Até porque quando tento prestar atenção em algo, uma certa coisa me vem a cabeça e me faz perder a concentração.

Penso no futuro... quando me surgiu a oportunidade de fazer uma aula de desenho, de evoluir, aparece a notícia de que o vestibular da UFRN será 100% ENEM, o que fará a concorrência triplicar e eu perdi as esperanças de passar em Design ou qualquer outro curso que eu tenha interesse...

Penso sobre a coisa... o que não me ajuda a ficar feliz. A saudade me tortura a cada dia, além de outros fatores que não posso revelar.

Penso sobre eu mesma... como agi no passado, o que ando fazendo no presente, penso nos meus defeitos (mas nunca penso nas qualidades, eu acho), penso no que posso melhorar (mas não consigo melhorar), penso nos meus problemas...

Penso na minha velha companheira Solidão, que desde o ano de 2009 me persegue. Pessoas próximas estão partindo temporariamente ou pretendem ir embora pra sempre... Mas você pode conhecer novas pessoas! Não é tão simples assim... Sou muito difícil para fazer novas amizades... não consigo me aproximar das pessoas porque me considero completamente ultrapassada. Vou me sentir só e o pior de tudo é que dessa vez não vou ter mais para onde correr! O tempo passou, fugir não vai adiantar de nada! Se for para fugir dos problemas, só há a morte! Mas não quero isso...

Penso em como, ultimamente, tenho me sentido inútil, burra, feia, retardada, depressiva, complexada, humilhada, traumatizada...

Eu quero chorar, chorar por tudo isso... não consigo! Por isso a dor fica presa dentro de mim. Por isso me domina. Por isso me consome.... Por isso desmorono.





quinta-feira, 8 de março de 2012

Carta do arrependimento (perdão)

Não sei porquê, mas tive uma vontade repentina de ficar só... O que deu em mim?!
Talvez queira me afastar para ver se sentem falta...

Porque, solidão, por que não me deixa em paz? Já não basta todo o sofrimento e tortura que já me causou? E pensar que eu achava que você tinha desistido de me atormentar.

Não é legal pensar assim, mas às vezes a morte parece melhor do que ficar só...

Mas calma! É claro que isso não significa que eu queira morrer! Eu não vou querer perder minha vida mais cedo só por me sentir solitária.

O meu medo é cair em depressão...

Mas acima de tudo, ainda existe uma parte da minha vida que tem felicidade e uma parte de mim que tem esperanças de se recuperar dos meus traumas e merece ser feliz!

E lá vem aquela situação dos amigos de novo:

Eu os tinha ao meu redor... Não os valorizava e me sentia sufocada por eles.
Então perdi tudo para aprender uma lição...
Mas parece que ainda não me recuperei do desafio imposto por Deus para que eu tomasse jeito, já que não dava valor ao que tinha...

Por que uma parte de mim teve que se tornar tão cruel?
Se não tivesse me dominado, não estaria pagando por isso até hoje.

Agora tenho certeza, só se dá realmente valor às coisas quando as perde.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Perdão a todos!

Perdão, se os magoei, se os machuquei fisica ou psicologicamente! Se os fiz sentir mal! Se os fiz sentir ódio, mágoa, rancor ou tenha despertado em vocês qualquer outro sentimento ruim em relação a mim... Se os irritei, se os tratei mal, se os ignorei...

Eu imploro! Se eu tivesse a chance de voltar no tempo, concertaria todos os erros que cometi.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Futuro

"Não julguem minhas escolhas, pois não conhecem os meus motivos!"
(Não sei de quem)


Muitas vezes gosto de imaginar o meu futuro... vai ser muito legal se eu puder desenhar todos os dias e conseguir sobreviver com isso.

Fico muito triste quando digo que quero ser desenhista ou cartoonista e as pessoas me olham como se eu fosse viver futuramente na miséria... Seria bom se elas soubessem que posso conseguir ter uma vida melhor com o que realmente gosto de fazer, do que com o que elas acreditam que vai me sustentar financeiramente.

Não posso me deixar abalar por esses comentários bobos, que vem de pessoas mais interessadas em ganhar dinheiro do que ser feliz com o que faz.

Eu sei que conseguir chegar ao topo desenhando vai ser bem difícil, mas ao menos vou estar fazendo algo que amo e que se eu não desistir, posso chegar lá.

Sou uma grande sonhadora, repleta de pensamentos positivos, e não serão tais palavras inúteis que vão me impedir de seguir um dos meus maiores sonhos!

E tomara que eu alcance o meu sonho, porque assim posso provar (para todos que duvidam) que estavam errados!






domingo, 11 de dezembro de 2011

Sufoco

Me sinto presa... presa numa caixinha de pensamentos ruins, cheia de escuridão...
Por que me sinto assim?
Preciso achar a felicidade que me acompanhava ultimamente...
De uma hora pra outra estou na beira de um penhasco, não quero me jogar, mas há algo que me impede de fugir dessa situação.
Estou sendo dominada cada vez mais pela tristeza...
Preciso de esperanças. Onde estão meus pensamentos alegres e positivos? Para onde foi a perspectiva de que no final alguma coisa ainda pode dar certo?
Por que estou me sentindo tão mal?
Sinto que estou em más condições, a cada palavra que escrevo, sinto um arrepio...

De repente todos aqueles pensamentos que me traumatizaram me vêm à cabeça...
Escuridão, tristeza, solidão, vão atormentar outra pessoa! Deixem-me viver em paz!
Vão me prendendo a diversas cordas, que me estrangulam e me sufocam a cada segundo que se passa... Aos poucos vou perdendo minhas forças... Lembro de todos os erros que cometi na vida e me arrependo de todos eles, mas presa à essas cordas, não tenho nem chaces de tentar concertá-los.


Não sei como conseguir, mas a coisa que mais quero no momento... é sair... da.........qui

S......

Por que tinha que me atacar mais uma vez?
Por que causar esse aperto no meu coração?

Se afasta de mim, me deixa em paz, me deixa viver sem essa dor que insiste em me atormentar!

Não quero ficar só.... não quero ser abandonada mais uma vez... não quero me sentir abandonada.

Eu só quero chorar e muito.... eu deveria ficar feliz, mas não consigo...

Quero encontrar uma saída pra essa confusão que fica dominando meus pensamentos...

O que está acontecendo comigo?

Deus me ajuda, me livra disso... preciso de alguém...

Me ajuda, por favor!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Soluções

Como preencher esse vazio no meu coração?
Me sinto só todo o momento.
Como fugir da solidão
e me livrar desse sofrimento?

Queria transformar numa música,
essa coisa deprimente.
Arranjar uma distração
pra livrar a minha mente.

Minha felicidade é passageira.
Preciso de alguém pra me ajudar
nos momentos em que eu fizer besteira
e a tristeza dominar.

Preciso de um porto seguro,
de um apoio, uma mão.
Preciso sair do escuro
que atormenta meu coração.

Eu queria voltar o tempo,
recuperar o que foi perdido...
Esquecer dos meus problemas,
ver o mundo distorcido.

Ter uma nova perspectiva
Da vida, do amor...
Ser um pouco mais criativa,
esquecer da minha dor.

Preencher pouco a pouco
o vazio aqui por dentro.
E seguir sempre à procura
de um novo sentimento.

Aprender com os meus erros,
Me arrepender de cada pecado,
descobrir a felicidade,
concertar o que está quebrado...

Fazer um novo desenho,
cantar pra me divertir,
dançar pra passar o tempo,
apenas sorrir ou rir...

Ser um pouco mais zen,
mais louca e divertida.
Acabar com meu estresse,
valorizar mais minha vida.

Ter sonhos ilimitados,
um pouco mais de esperança,
deixar toda essa tristeza
fora das minhas lembranças.

Fazer o que mais gosto a qualquer hora,
sem nenhuma preocupação
E seguir sempre em frente
procurando uma solução!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

What she said...

Once, she told me: "i'm in the last year of school, i have to do everything, go to each party, have real fun, just enjoy!

Translating:

"i'm in the last year of school, i have to do everything, go to each party, become the queen of the whores and most important: drink every type of alcohol, get drunk and wasted!"

sábado, 19 de março de 2011

Melhores amigas ou amigas melhores?

Como eu queria uma melhor amiga...

Alguém que não cansasse de me ver todo o dia, que gostasse de mim pelo que sou, que me suportasse em todos os momentos: sejam de raiva, tristeza ou felicidade, que não me chamasse de retardada pelas minhas loucuras ou pelas leseiras que faço, que não me fizesse sentir que me odeia ou que não me quer por perto, que eu pudesse contar todos os meus segredos sem problema, alguém que quisesse ser minha amiga e que mesmo que fosse pra outro país, cidade ou colégio, ainda lutaria pra manter contato...

Pena que até agora, eu só vi amigas assim em filmes.

Eu tenho várias amigas. Cada uma tem pelo menos duas dessas características. Mas nenhuma me deixa satisfeita... eu as amo de verdade, mas ainda sinto um vazio, um aperto, no coração... ainda me sinto só... ainda sinto como se não gostassem de mim.

Parece que nenhuma consegue me compreender... totalmente.

Eu já tive muitas melhores amigas que faziam tudo o que citei. Mas depois me abandonaram, me magoaram, fizeram os dois ou pior do que tudo isso...

E é por isso que os meus machucados parecem que nunca vão se curar, e eu não consigo me contentar completamente com as amigas que tenho.

Nada consegue mudar o fato de que chorei por elas, de que sofri, de que me torturei, de que fugi, mudei de escola, fiz de tudo só pra ver se conseguia encontrar um meio para sair daquele labirinto de dor e sofrimento.

Só que até hoje eu estou presa e perdida nele, pedindo ajuda ao único que realmente me entende: Deus.

Perdida, confusa, sofrendo, com medo, lembrando de cada momento ruim marcado em meus pesamentos. Todos esses sentimentos ruins presos juntos à mim no labirinto da solidão.

Mas apesar de tudo eu ainda tenho esperanças.
Ocorreu um erro neste gadget